Doenças do Labirinto

O que é labirinto:

Na literatura médica, a palavra labirinto dá nome a uma região do ouvido interno, responsável pela audição e pelo equilíbrio do corpo. O comprometimento dessa área pode gerar vertigem, podendo estar acompanhado de sintomas auditivos.

Causas: Existem diversos tipos de doenças do labirinto, sendo as mais comuns, as de causas inflamatórias, infecciosas, posicionais, metabólicas.

Avaliação: A avaliação médica pode ajudar a diferenciar as doenças do labirinto de problemas neurológicos. Após, será possível identificar qual a doença do labirinto. Em algumas situações é necessário uma investigação complementar com exames do labirinto (videonistagmografia), audiometrias, exames laboratoriais e de imagem (ressonância magnética).

Tratamento: Os diferentes tratamentos dependem da doença do labirinto. Em algumas situações são utilizados medicamentos específicos, exercícios de reabilitação do equilíbrio (Balance Reabilitation Unit) e orientações alimentares. Determinadas doenças são tratadas através de procedimentos cirúrgicos.

DOENÇA DE MÉNIÈRE

O que é: Representa uma das diversas doenças do labirinto.  Caracteriza-se por crises intensas de vertigem de duração de horas a dias. Pode estar acompanhada de pressão nos ouvidos, perda auditiva e zumbido. As crises de vertigem tendem a ser recorrentes e a perda auditiva e o zumbido podem ser progressivas. 

O que ocorre no organismo: um líquido chamado endolinfa, presente na região do labirinto (que fica dentro do ouvido) deixa de ser absorvido de maneira correta pelo organismo, aumentando em volume. Durante as crises provocadas pela doença, esse líquido rompe a membrana do labirinto e entra em contato com outra substância presente no ouvido, chamada perilinfa. Por terem concentrações de sódio e potássio diferentes, a mistura de endolinfa com perilinfa é nociva, influenciando o estímulo do nervo vestíbulo-coclear e gerando os conhecidos sintomas da Doença de Ménière.   

Causas: A identificação da causa é importante e pode direcionar o tratamento. Envolve desde alteração do metabolismo carboidratos (estágios “pré-diabetes” e o diabetes mellito), dislipidemias até doenças da tireóide. 

Tratamento: o uso de medicamentos para a prevenção ou alívio dos sintomas que aparecem durante as crises; a orientação para hábitos saudáveis que melhorem a qualidade de vida do paciente; e os cuidados destinados a proteger a região do labirinto são medidas comuns no tratamento da Doença de Ménière. Nos casos mais graves, pode ser indicada também a cirurgia, sendo indicado nos casos refratários ao tratamento convencional. 

Nossos Contatos

(51) 33320032

ia@clinicalavinsky.com.br

Rua Quintino Bocaiúva, 673 - 4o andar

Conheça nossos programas.

Rua Quintino Bocaiuva, 673- 05403-900 – Moinhos de Vento – Porto Alegre – Rio Grande do Sul – Telefone: (51) 3332-0032 – Fax: (51) 3082-2354